Como contratar uma plataforma de e-commerce: veja o que considerar na decisão

Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Para que sua loja virtual funcione sem problemas, é preciso escolher uma plataforma adequada. Porém, são tantas opções no mercado que fica difícil saber como contratar uma plataforma de e-commerce que seja ideal para o seu negócio. 

Sendo assim, é preciso levar alguns fatores em consideração e analisar as necessidades do seu negócio para encontrar uma plataforma que seja compatível com o que você busca. Neste artigo, damos algumas dicas para identificar quais são as melhores plataformas de e-commerce.

 

O que avaliar ao contratar uma plataforma de e-commerce?

Quando se trata de vendas online, a plataforma de e-commerce tem grande impacto sobre a experiência do cliente. Afinal, ela será a ferramenta utilizada por ele para visualizar seus produtos, fazer o processo de pagamento e encaminhar o pedido para ser entregue.

Ao escolher a sua plataforma, é preciso se certificar de que todas as etapas de compra serão feitas sem nenhum problema, além de garantir que ela tenha tudo o que o seu negócio precisa para vender. Entenda a seguir como escolher a plataforma de e-commerce ideal:

 

Personalização

Para evitar que a sua loja virtual seja igual a todas as outras que existem no mercado, o ideal é buscar uma plataforma e-commerce que seja personalizável. Essa característica permite que você coloque os recursos que deseja no layout conforme as necessidades do seu público.

Além disso, a plataforma personalizável possibilita acrescentar funcionalidades que destacam melhor o tipo de produto que você está vendendo. Por exemplo, no caso das roupas, é possível colocar um provador virtual que auxiliará o cliente a escolher o melhor tamanho da peça.

 

Suporte integral

Outra característica para saber quais são as melhores plataformas de e-commerce é verificar se oferecem ou não suporte integral. Ou seja, a possibilidade de o seu negócio receber suporte em caso de dúvidas ou no surgimento de qualquer tipo de problema técnico que possa impactar o funcionamento da loja virtual.

Esse fator é muito importante para evitar que os clientes sejam impedidos de fazer compras no e-commerce devido a falhas do site, o que pode gerar prejuízo nos lucros do negócio. Um suporte rápido e eficiente pode manter a sua loja online funcionando continuamente.

 

Plataforma responsiva

Cada vez mais os consumidores optam por fazer suas compras por meio do mobile, já que utilizam mais os smartphones do que o computador. Por isso, o seu e-commerce precisa estar preparado para atender esse público e não ficar atrás da concorrência.

Ao contratar uma plataforma de e-commerce, leve em conta as que são responsivas para o mobile e apresentam as mesmas funcionalidades do desktop. Esse é um grande diferencial para quem vende online atualmente.

 

Integração com ERP

O sistema de gestão ERP facilita muito a administração de diversos setores de um negócio, como contabilidade, entrega de pedidos, estoque, entre outros. É uma forma de otimizar as operações para que sejam mais ágeis, evitando falhas que podem afetar a entrega dos produtos.

Ao integrar esse software com a plataforma e-commerce, é possível maximizar sua taxa de conversão e garantir mais organização na rotina diária da loja. Sendo assim, é necessário avaliar se a plataforma que será contratada oferece a possibilidade de integração com o ERP.

 

Tipos de plataforma de e-commerce

Agora que você já sabe como contratar uma plataforma de e-commerce, é essencial entender que tipos existem e quais as principais diferenças entre eles.

 

Open source

Dentre os tipos de plataforma de e-commerce, o open source se destaca por possuir código aberto. Ou seja, a empresa não precisa pagar pelo custo de aquisição. Nesse caso, é possível personalizar a plataforma conforme os requisitos da loja virtual.

 

Proprietária

A plataforma proprietária exige que seja adquirida uma licença para utilizar o código-fonte, já que foi desenvolvida por terceiros. Porém, nesse modelo, nem sempre é possível fazer alterações para adicionar as funcionalidades que o e-commerce precisa.

 

Licenciada

Também existem plataformas de e-commerce brasileiras licenciadas, que exigem a aquisição de licença para utilização do código fonte. Geralmente, é necessário ter uma equipe de TI para fazer sua manutenção e dar suporte. 

 

SaaS

O modelos SaaS (Software as a Service) fica disponível em nuvem, ou seja, pode ser acessado via internet de qualquer lugar. Para utilizá-lo é necessário pagar uma mensalidade e, em alguns casos, uma taxa de participação sobre as vendas realizadas.

 

Entenda a importância do gateway de pagamento

Agora que você já sabe como contratar uma plataforma de e-commerce, entende o impacto que ela tem sobre a experiência do cliente. É o caso do gateway de pagamento, responsável pela finalização das compras feitas na loja virtual. Entenda mais sobre sua importância no blog da Stoom!

Quero receber um
e-book sobre logística no e-commerce