Por que aplicar o ticket médio nas estratégias de negócio?

Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Para determinar o sucesso de vendas de uma empresa, uma das métricas mais usadas é o ticket médio. Definido como o valor médio de vendas de um determinado período, esse índice é um excelente indicador para entender se as estratégias de vendas on-line estão sendo eficazes.

Muito usada em segmentos de varejo e tecnologia, essa métrica permite que o gestor do e-commerce mensure o desempenho das vendas e, ainda, entenda o número de clientes que estão sendo atingidos pelo negócio. Saiba mais sobre o que é ticket médio e como ampliá-lo a seguir.

 

Entenda a importância dessa métrica

Fundamental no entendimento e desenvolvimento de um empreendimento a longo prazo, o ticket médio é um índice que fornece as principais informações sobre o negócio: o número de vendas.

Porém, para que você consiga utilizar essa métrica a favor de uma estratégia empresarial, primeiro vale entender o que significa ter um ticket médio de vendas alto.

Da mesma forma que uma empresa de eletrônicos pode ter uma média satisfatória de vendas de R$ 5.000, outro negócio de vendas também pode ter um rendimento médio de R$ 1.000 e ainda ser considerado alto. Por isso, o que vale avaliar também é o contexto e o setor nos quais o e-commerce está inserido.

 

Mas, afinal, como é feito o cálculo do ticket médio?

Mesmo depois de entender a importância dessa média de vendas, ainda fica a dúvida sobre como calcular o ticket médio. Confira a seguir duas maneiras de obter essa métrica.

 

Por número de vendas

A primeira opção é fazer o cálculo pelo número total de vendas que o seu e-commerce teve em um determinado período. Para isso, considere o faturamento total de vendas on-line e quantas compras foram finalizadas aplicando a seguinte fórmula:

  • Ticket médio de vendas = Faturamento de vendas/compras finalizadas.

Vale lembrar que esse número precisa de um contexto para que você possa avaliá-lo como alto ou baixo, comparando com outras empresas do mesmo segmento. 

 

Por número de clientes

Com o objetivo de entender como está ocorrendo o processo de fidelização, saber como calcular ticket médio parte do princípio de conhecer o faturamento de vendas e o número de pessoas que compraram ou contrataram serviços durante um determinado período. Veja como é feito o cálculo:

  • Ticket médio por clientes = Faturamento de vendas/número de clientes.

 

Aumente o ticket médio com 3 dicas

Uma das consequências de ter uma média de vendas alta é que o ROI (Retorno Sobre o Investimento) também sofre alterações, ou seja, o comércio on-line começa a ter resultados melhores sem precisar investir capital.

Se a sua empresa está com um índice baixo e você quer entender como aumentar o ticket médio, fique atento às três dicas que separamos a seguir para que comece a implementar no seu e-commerce. Confira.

 

Invista na formação do quadro de colaboradores

Implementar um programa de formação para os colaboradores é um diferencial para os empreendimentos inteiramente virtuais. Isso porque os atendimentos on-line, via e-mail ou ligação, precisam ser eficientes para atender a todas as necessidades dos clientes.

A ideia principal é garantir uma boa experiência com o e-commerce, buscando sempre a fidelização do consumidor e, consequentemente, ampliando o número de vendas.

 

Aumente as chances de compra com selling e up selling

O selling e o up selling são duas estratégias que você pode utilizar para aumentar o índice do ticket médio. Ou seja, você pode oferecer formas de complementar a sacola do seu pedido ou fazer um upgrade do que o consumidor está comprando.

Para exemplificar melhor, o selling acontece quando um consumidor está finalizando a compra, mas o site oferece outros serviços, como um seguro ou uma garantia, sendo uma oportunidade de ampliar a margem de lucro da venda. Agora o up selling  é quando existe a opção: “Por mais R$ 200, leve o modelo mais novo”, por exemplo.

 

Estimule a recompra

A estratégia mais comum de um gestor de e-commerce é a recompra, já que é mais fácil vender para quem já conhece o seu modo de empreender. Por isso, invista em uma estratégia que estimule a volta do cliente.

Um modo de fazer isso é estipular a vida útil de aparelho eletrônico, por exemplo, e começar a lançar ofertas pelo e-mail ou por SMS, como um meio de relembrar a experiência obtida em uma compra anterior.

 

Saiba como estimular o mercado de e-commerce com a Stoom

Existem diversas formas de impulsionar o seu comércio, incluindo monitorar uma métrica como o ticket médio, mas se você está interessado em conhecer mais sobre boas práticas do e-commerce, que tal conhecer o blog da Stoom? Lá, você lê diversas novidades e estratégias do mercado on-line, como omnichannel. Acesse e confira.

Quero receber um
e-book sobre logística no e-commerce