Rastreio de mercadoria: veja porque e como implementá-lo

rastreio de mercadoria

A mudança de comportamento do usuário em um tomador de decisão, em vez de um agente passivo, modificou vários processos. Por exemplo, na hora de finalizar a compra, ele analisa todos os prós e os contras, desde o preço do frete até a procedência do produto. Diante desse cenário, o rastreio de mercadoria tornou-se um recurso essencial.

Com o crescimento de 75% do mercado de e-commerce no ano de 2020, segundo dados da Mastercard SpendingPulse, fazendo com que a concorrência se tornasse mais acirrada, os pequenos detalhes fazem a diferença na tomada de decisão do usuário.

Assim, localizar mercadoria é uma maneira de garantir ao usuário que ele receberá o pedido. A seguir, explicaremos melhor sobre a importância de aplicar o rastreio de mercadoria e os desafios de implementação. Veja.

 

Por que oferecer rastreio de mercadoria para os clientes?

De acordo com dados divulgados pelo portal E-commerce Brasil em 2019, as vendas on-line crescem, em média, 15% a cada ano. Isso demonstra que a maioria dos usuários do e-commerce é formada por pessoas que nunca usaram ou não estão acostumados a esse tipo de compra.

Em outras palavras, esse perfil de consumidor ainda é inexperiente e possui muitas dúvidas sobre os processos de compra, pagamento e também entrega, e é aí que entra o rastreamento de mercadoria como solução. Nos tópicos abaixo, listamos como essa ferramenta pode ser útil. Confira.

 

Transmitir credibilidade

Para quem está comprando on-line pela primeira vez, pode ser difícil se adaptar à experiência do e-commerce, que muitas vezes é bastante diferente da compra em loja física. Se ao visitar uma loja o consumidor compra e imediatamente leva o produto para casa, no ambiente virtual o tempo de espera é muito maior, gerando receio no usuário. Porém, com o rastreamento de mercadoria, é possível diminuir esse “choque” inicial.

Isso porque o consumidor tem ciência de onde está o produto, o que torna o processo de adaptação ao modelo de negócio virtual mais confortável, já que permite ao comprador uma sensação de conhecimento maior da operação, construindo uma relação de confiança e segurança.

 

Aumentar a fidelização 

Um dos principais benefícios de incluir o rastreio de mercadoria aos serviços da sua empresa é o aumento de fidelização. Isso porque você permite que o cliente lide melhor com a expectativa e dá meios a ele caso o prazo de entrega não seja cumprido.

Além disso, quando é possível rastrear mercadoria pelo código, o número de ligações referente a esse tipo de serviço diminui. Dessa forma, os processos da empresa são otimizados, enquanto o User Experience (UX) torna-se melhor.

 

Otimizar as soluções de problemas

Ter a opção de acompanhar mercadoria não é só benéfico para o usuário, mas para o e-commerce também. Isso se deve ao fato de que o setor de logística consegue fiscalizar esse processo e identificar movimentações atípicas, que poderiam se tornar grandes problemas caso tivessem sido detectadas tardiamente.

O rastreio de mercadoria também ajuda na otimização do número de entregas bem-sucedidas. Afinal, quando o usuário conhece a previsão de entrega, ele consegue se preparar para receber o produto, evitando que o item retorne ao CD (Centro de Distribuição) para ser reenviado.

 

Quais são os desafios de implementar o rastreio?

Mesmo que, a princípio, rastrear mercadoria seja um tema simples, contando com vários benefícios, por trás das facilidades, existem alguns desafios de implementação. Entre eles, podemos citar a falta de sincronismo e integração dos sistemas.

Esse tipo de situação pode levar a vários problemas internos e externos porque, em vez de ajudar o consumidor, o rastreio pode virar uma “dor de cabeça”, comprometendo o CX (Consumer Experience). Assim, para chegar a um processo conciso, é necessário que haja comunicação entre a distribuidora e o e-commerce.

 

Como começar a usar esse serviço?

Para ter um processo eficiente de rastreio de mercadoria, existem vários caminhos que o seu e-commerce pode adotar. A seguir, separamos algumas das ferramentas mais utilizadas. Leia abaixo.

 

Gateway de fretes

O gateway de fretes é um sistema com o objetivo de viabilizar o processo de distribuição de mercadorias, ou seja, oferecer opções de entregas ao usuário, deixando que ele as escolha.

Além disso, esse é um recurso que consegue integrar os sistemas do e-commerce aos das transportadoras, estabelecendo uma comunicação entre as duas empresas. Isso ajuda na omnicanalidade da plataforma.

 

ERP

Sigla para Enterprise Resource Planning, o ERP é um software usado para integrar  a comunicação entre setores de uma empresa, o que também inclui o rastreamento de mercadorias. Assim, essa ferramenta ajuda a ter mais controle sob o processo logístico do e-commerce.

 

TMS

Como um Sistema de Gerenciamento de Transportes, o TMS é um importante sistema operacional com o objetivo de auxiliar no controle de distribuição, oferecendo ao usuário a visualização e o controle da entrega do produto.

 

Confira mais informações sobre o mercado de e-commerce

Ficar atento às novidades do mercado é essencial para a consolidação e o aumento de escalabilidade de um negócio. Por isso, acesse o blog da Stoom e veja o nosso conteúdo sobre como usar o sampling no seu e-commerce.

Gostou? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Baixe gratuitamente nosso e-book sobre logística no e-commerce e saiba mais sobre o assunto

CONTEÚDOS RELACIONADOS

MAIS CONTEÚDOS