Conheça 3 maneiras de receber pagamentos on-line

Compartilhar no google
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin

Com interfaces intuitivas, o e-commerce já conquistou diversos usuários, fazendo com que o setor evoluísse em pouco tempo. Mesmo com essas facilidades, os gestores estão sempre em busca de inovações e funcionalidades que melhorem a jornada do consumidor, como entender qual é o melhor meio de receber pagamentos on-line.

Como administrador de uma loja on-line, é essencial que você entenda as opções disponíveis no mercado para que identifique o serviço que melhor se encaixe nas necessidades dos seus clientes. Para te ajudar a tomar uma decisão assertiva e consciente, nós, da Stoom, separamos as três formas mais comuns de pagamento.

 

Intermediadores de pagamentos

Entre as principais formas de receber pagamentos, estão os intermediadores. Muito popular entre os gestores de e-commerce, esse é um tipo de serviço terceirizado, no qual o usuário será redirecionado a outra página quando for concluir uma compra ou contratação de um serviço.

Na prática, isso significa que, ao selecionar um item, o cliente será direcionado a um site, no qual o consumidor irá fazer um cadastro, com login e senha, finalizando a jornada de compra.

Apesar de comum em micro e pequenos negócios, essa forma de receber pagamentos on-line tende a causar insegurança aos clientes e torna o processo de finalização mais complexo, sendo que o desejo do comprador é que esse processo seja cada vez mais curto e intuitivo.

Isso porque a compra é finalizada em outra guia, fora do domínio da empresa. Porém, vale ressaltar que esse meio de pagamento oferece algumas vantagens, como:

  • Disponibiliza diferentes bandeiras de cartões;
  • Realiza a análise antifraude;
  • Oferece um único painel de controle das operações;
  • Não cobra taxa de adesão, na maioria das vezes.

 

Como escolher o melhor?

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como receber pagamento on-line, o próximo passo é entender e reconhecer os melhores intermediadores, que atendam às suas necessidades.

O primeiro passo é analisar as tarifas cobradas por esse serviço terceirizado; depois, verificar se o suporte está em português; para, então, constatar quantas transações a interface consegue finalizar por segundo. Tendo essas informações em mãos, fica mais fácil escolher qual é a melhor opção.

 

Gateways de pagamento

Outra forma de receber pagamentos on-line e rápido é por meio dos gateways, uma interface própria do seu e-commerce, na qual as compras são finalizadas sem que o usuário saia do domínio do negócio, mas ainda com a intermediação do adquirente.

Com o objetivo de facilitar a navegação do usuário, o gateway de pagamento transmite os dados da compra para os comerciantes e os bancos, concluindo a operação de maneira rápida e fácil.

Além dos pontos citados acima, esse modo de receber pagamentos on-line oferece outros benefícios, como o pagamento com dois cartões, o adiantamento do valor a receber dos adquirentes e a independência da sua empresa responsabilizar-se pelas verificações de fraude.

 

Veja algumas dicas na hora de escolher

Com taxas de ativação fixas, mensais ou anuais, o gateway é o tipo ideal de pagamento on-line se você estiver em busca de um sistema integrado ao seu e-commerce.

Assim, na hora de escolher pela melhor interface, a primeira consideração que você deve fazer é se o sistema é compatível com a sua plataforma de e-commerce. Porém, vale lembrar que, quando você possui um serviço personalizado, como o que a Stoom oferece, a sua plataforma consegue se adaptar a qualquer gateway que você escolher.

 

Integração direta com adquirente

Ao contrário das duas outras formas de receber pagamentos on-line que mencionamos, a integração direta com o adquirente não requer uma intermediação. Assim, quando se opta por essa alternativa, o usuário estaria fazendo negócio diretamente com as operadoras de cartões.

Isso quer dizer que, ao escolher um produto e clicar em “Finalizar compra”, o consumidor será direcionado à loja virtual, na qual haverá a verificação do cartão e do saldo, sem a intermediação do adquirente.

Mas vale lembrar que, assim como os outros links de pagamento, essa integração direta também possui uma taxa administrativa, mas, desta vez, é paga diretamente à operadora dos cartões.

 

Por que escolher essa forma de pagamento?

Indicado para médias e grandes empresas, esse meio de receber pagamentos costuma ter taxas altas, além do custo de manter uma equipe preparada para dar suporte.

Por isso, ao considerar a integração direta, pense que, apesar de ser um serviço caro, ele costuma melhorar a taxa de conversão do seu e-commerce. Além disso, tenha em mente que essa forma de pagamento permite que você negocie as tarifas de compra diretamente com os adquirentes.

 

Saiba como a Stoom pode ajudar

Interessado em saber como a nossa equipe pode inovar o seu negócio? A Stoom desenvolveu um modelo de repasse de saldos com o iFood Shop onde o empresário consegue utilizar o faturamento recebido pelo aplicativo de delivery para fazer compras de insumos diretamente no Marketplace. Um sistema fluido e transparente, otimizando a jornada de compra do usuário.

Quero receber um
e-book sobre logística no e-commerce