Vendas pela internet: saiba por que começar a investir

vendas pela internet

Para o empresário que está planejando expandir os seus resultados, as vendas pela internet são uma opção interessante, seja pelo grande volume de usuários ou pelos custos reduzidos, comparados com um empreendimento físico.

São mais de 134 milhões de usuários ativos na internet no Brasil, segundo dados da pesquisa TIC Domicílios de 2019, feita pelo Comitê Gestor da Internet (CGI.br). Esse valor corresponde a 74% da população nacional acima de 10 anos, sendo um grande nicho a ser aproveitado pelo e-commerce.

Além dos processos e das considerações usuais da abertura de um empreendimento, como logística e gerenciamento de estoque, os comércios que se concentram em vendas on-line precisam lidar com outras métricas presentes somente no universo virtual, como a taxa de conversão.

Agora, se você quer saber como vender pela internet, conhecendo mais sobre o universo de termos e processos que foram adaptados a esse novo tipo de empreendedorismo, continue lendo o artigo a seguir. 

 

O que envolve vender pela internet?

Relativamente nova, a venda pela internet é uma modalidade que começou a ganhar popularidade na última década. Sem o contato com o vendedor e a segurança da compra “cara a cara”, esse tipo de comércio demorou a cair no gosto popular.

Porém, hoje, após mais de 25 anos desde o lançamento do primeiro e-commerce, esse tipo de empreendimento está aquecendo o mercado brasileiro. Apenas no primeiro semestre de 2020, ele cresceu 47%, a maior taxa em 20 anos, segundo a pesquisa da Ebit | Nielsen, em parceria com a Elo.

Apesar de ser vantajoso, para começar a pesquisar o que vender pela internet, vale entender como funciona um e-commerce e o que o diferencia de um comércio tradicional. Assim, você terá que tomar decisões que envolvam:

  • Conhecer as técnicas que engajem um consumidor mais exigente com a sua experiência dentro da plataforma, como o omnichannel;
  • Encontrar uma plataforma prática e personalizada para hospedar o seu site;
  • Desenvolver conteúdos e pôr em prática estratégias que atraiam usuários para começar a jornada do consumidor, consequentemente, aumentando a taxa de conversão,
  • Acompanhar as métricas e os resultados do seu negócio para identificar pontos de atenção.

 

Qual é o objetivo de quem começa a empreender on-line?

Na maioria das vezes, quem está interessado em começar a investir em vendas pela internet procura aumentar o escopo, assim como o limitar o investimento de capital, mas além dessas vantagens, podemos citar:

  • Venda por demanda: caso a loja on-line seja especializada em produtos customizados ou edições limitadas, essa modalidade evita os riscos de perda de capital;
  • Maior alcance: com o grande número de pessoas usando a internet, não é de se estranhar que o e-commerce chegue a diversas regiões do Brasil, mesmo que a empresa esteja na região Sul ou no exterior;
  • Disponibilidade: diferente de uma loja física, que precisa de um horário de abertura e fechamento, uma plataforma de vendas pela internet está disponível 24 horas por dia,
  • Incentivo a compras maiores: como a maioria das empresas cobra frete, os consumidores tendem a esperar para fazer compras com mais itens, para que possam pagar uma única taxa.

 

Como começar a vender pela internet?

Como você pôde perceber, existem diversas vantagens de começar a investir em vendas on-line, mas para isso, você terá que decidir em que tipo de negócio é mais interessante investir.

Por exemplo, você pode escolher entre realizar vendas pela internet de produtos físicos ou digitais e optar por um modelo de comércio atacadista ou varejista. Caso nenhuma dessas opções seja interessante, confira outras modalidades a seguir.

 

B2B X B2C

Já ouviu falar em B2B e B2C? Business-to-business e Business-to-consumer, respectivamente, são dois tipos de negócios que se diferenciam pelo público. Enquanto o primeiro termo se refere a um e-commerce voltado ao empreendedor, o segundo é dedicado ao consumidor.

 

Marketplace

O marketplace é uma modalidade de site de e-commerce, sendo utilizada para definir a venda coletiva de produtos de várias marcas em um único lugar. Ou seja, você disponibiliza a sua plataforma para que outras empresas possam comercializar junto, aumentando o leque de opções do seu cliente.

 

Dropshipping

Agora, o dropshipping é um tipo interessante de e-commerce para quem quer ampliar a escalabilidade. Definido como uma loja virtual que trabalha em conjunto com outras empresas, como fornecedoras e transportadoras, você repassa a responsabilidade de entrega e fornecimento para que possa vender os produtos.

 

Saiba de mais ferramentas para desenvolver o e-commerce

Caso esteja procurando por uma empresa que ofereça uma assessoria especializada durante todo o processo de implementação da plataforma, te ajudando a entender como vender produtos pela internet e ganhar comissão, conheça a Stoom. 

Além de contar com especialistas, você ainda fica sabendo de todas as novidades sobre esse setor em nosso blog. Acesse e leia sobre o gateway de pagamento.

Gostou? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Baixe gratuitamente nosso e-book sobre logística no e-commerce e saiba mais sobre o assunto

CONTEÚDOS RELACIONADOS

MAIS CONTEÚDOS