7 Chaves para Empreender na Área de E-commerce

Conheça as 7 chaves para empreender na área de e-commerce

O varejo on-line é um negócio em expansão, isso não quer dizer que seja fácil empreender na área de e-commerce ou que o retorno seja garantido. Administrar uma loja on-line pode ser complexo.

Além disso, criar uma loja on-line é mais do que escolher um nome, listar produtos e começar a vendê-los. Mesmo boas ideias podem falhar se não houver tráfego suficiente para o site, então como começar negócios na área de e-commerce?

  1. Pesquise sobre o assunto
    Esse é o primeiro passo para criar qualquer negócio. Para um e-commerce crescer, é preciso estratégia e investimento e não existe uma receita que funcione para todas as situações. Portanto, antes de decidir o que deseja vender, é preciso entender os diferentes modelos de negócios disponíveis e optar pelo que melhor se adapta ao negócio
  2. Nichos
    Escolher um nicho é essencial para a abertura de uma loja on-line. É importante verificar se a área é competitiva – se não houver concorrência, isso também pode indicar que não há mercado. Por outro lado, um nicho superlotado também não é uma boa opção.
  3. Personas e produtos
    É necessário projetar uma imagem de marca consistente. Não é possível começar uma venda de produtos orgânicos e vender, também, agrotóxicos, por exemplo. Então, a personalidade da loja deve corresponder à expectativa dos clientes e dos produtos vendidos.
  4. Criação da loja on-line
    Depois de realizar os registros e cuidar do design, é preciso registrar um domínio e outras URLs de redirecionamento relevantes. Nesse momento, também, deve-se pensar em uma solução de e-commerce e analisar seus recursos, compatibilidade com diferentes gateways de pagamento, compatibilidade com outras soluções, recursos de SEO, entre outros detalhes. Há, ainda, a possibilidade de vender seus produtos em um marketplace já estabelecido e aproveitar os recursos disponibilizados pelo proprietário. Nessa fase, também é necessário configurar os recursos de marketing, como cupons e e-mails de agradecimento, além de pensar no suporte ao cliente.
  5. Atrair clientes
    Não basta criar uma loja on-line, é preciso que os clientes a encontrem. Uma das formas é ter optado, no passo anterior, por recursos compatíveis com mecanismos de pesquisa (SEO). Sem um bom trabalho de SEO, o e-commerce está fadado ao fracasso. É preciso ter em mente palavras-chave e termos de pesquisa para cada página do site, nas URLs e nas campanhas de marketing digital.
  6. Marketing
    A divulgação do site não é a única coisa que precisa de investimento, os produtos escolhidos também. A missão principal de um e-commerce é vender produtos e, para vender, é preciso divulgar. Ofertas e promoções especiais são boas formas de obter tráfego e começar a vender, pois aumentam a presença da marca e a visibilidade do produto. Criar uma lista de e-mails para personalizar as ofertas, facilita o processo de vendas. Pedir a opinião dos clientes, responder rapidamente suas solicitações e trabalhar na construção de relacionamentos é essencial para o sucesso da loja.

Existem diversas ferramentas que podem auxiliar no monitoramento e otimização do processo de vendas – detectar como o tráfego flui no site, os motivos de abandono de carrinho, se há tráfego para a loja, mas nada é vendido, funil de vendas etc. Esse monitoramento deve ser constante para entender o que está funcionando e o que precisa ser corrigido.

A Stoom oferece uma plataforma completa e 100% personalizável para iniciar negócios em e-commerce. Fale com um dos nossos especialistas e conheça nossa solução.

Gostou? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Baixe gratuitamente nosso e-book sobre logística no e-commerce e saiba mais sobre o assunto

CONTEÚDOS RELACIONADOS

MAIS CONTEÚDOS