5 tipos de entrega para o seu e-commerce

tipos de entrega

Com o contínuo crescimento do e-commerce no Brasil, vários processos vêm sendo reformulados para se adaptar à nova demanda dos consumidores, como a implementação de novos tipos de entrega. Afinal, a logística é um dos setores afetados nesse cenário.

De acordo com dados divulgados pela Neotrust, no primeiro semestre de 2021 houve mais de 78,5 milhões de compras, o que representa um crescimento de 57,4% em comparação ao mesmo período do ano passado. E a tendência é que a aceitação do modelo de compra on-line só aumente.

Pensando por essa perspectiva, a logística de entrega precisa se “renovar” e trazer um leque de opções maior de fretes. Para te ajudar a entender como, veja abaixo quais os cinco tipos de entrega que você pode integrar ao seu e-commerce. 

 

1 – Envio pelos Correios

O meio mais tradicional de pôr em funcionamento a logística do seu e-commerce é com uma parceria com os Correios. Afinal, existem até mesmo condições especiais para negócios on-line que podem ser interessantes para o seu empreendimento.

O contrato com os Correios é algo opcional, porém, existem vantagens de poder contar com essa formalidade, já que é possível evitar que você tenha que ir até uma agência para depositar a mercadoria. Assim, se houver um acordo você consegue pagar um único frete mensal e já despachar os seus produtos.

Além disso, esse é um dos tipos de entrega que conta com várias modalidades. Isso porque inclui envios que oferecem agilidade, como, por exemplo, o Sedex 10, cujo recebimento é agendado até às 10h da manhã, e o Sedex hoje, que garante que o destinatário receba o produto no mesmo dia da postagem.

 

Cálculo de pesagem

Antes de ir para o CDD (Centro de Distribuição), as mercadorias precisam passar pela pesagem, que limita os produtos que podem ser entregues por esse tipo de serviço e até mesmo encarece, o que pode afetar a experiência do cliente.

O PAC, por exemplo, é o serviço mais econômico, mas há uma limitação de até 30 kg para encomendas nacionais e 50 kg para estadual. Com o E-Sedex, modalidade específica para e-commerces, as mercadorias podem ser de até 15 kg.

 

2 – Entrega com frota própria

Mesmo que o envio por Correios seja um dos tipos de entrega mais comuns, não é o único. Também é possível terceirizar a logística com uma empresa que ofereça a contratação de motoristas para a entrega das mercadorias.

Além de agilizar o processo de entrega, esse é um meio de melhorar a experiência do cliente. Isso porque, enquanto as transportadoras precisam obedecer a uma rotina, é possível entregar no mesmo dia e com custos que podem ser menores, dependendo do que está estabelecido em contrato.

 

3 – Entrega por motoboy

As entregas também podem ser realizadas por meio de motoboys. Similar ao modelo acima, esse é dos tipos de entregas que podem ser contratados como uma frota particular, já que é possível estabelecer um contrato de freelancer. Isso isenta a sua empresa de custos de aquisição e manutenção do veículo.

 

4 – Entrega com transportadoras

Também é possível contar com transportadoras para enviar as mercadorias do seu e-commerce. Uma das principais vantagens de contar com esse tipo de entrega é que você não possui limite de peso ou dimensões, como as opções acima, o que torna uma opção interessante para negócios com mercadorias com mais de 30 kg.

Outro ponto importante é que as chances de paralisar o processo logístico por conta de greves é menor, o que ajuda a garantir mais eficiência nas entregas dos produtos. Inclusive, é possível encontrar transportadoras Express, que agilizam a entrega de mercadorias.

Ao contrário dos Correios que realizam entregas com base em uma tabela de metros cúbicos, as transportadoras oferecem mais flexibilidade, já que outros fatores passam a serem considerados, como valor da mercadoria, pedágios, peso, tipo de transporte e a periculosidade da entrega.

 

5 – Retirada no local

Retirar o produto na loja é um dos tipos de entrega mais interessantes para consumidores e empresários, afinal, o custo logístico é baixo e o cliente consegue economizar com o frete grátis.

Segundo dados do relatório da Neotrust, em 2021, 53% das mercadorias vendidas por e-commerce eram fretes grátis. Esse é um percentual que só é possível com estratégias logísticas, como o Ship From Store, que possibilita o redirecionamento dos gastos.

A Stoom, por exemplo, oferece lockers personalizados para os seus clientes. Assim, agiliza e otimiza o processo de retirada de compras on-line na loja física ou em um local predeterminado.

 

Entenda qual o papel do e-commerce na devolução de mercadorias

Existe mais de um jeito de garantir a eficiência da logística de um e-commerce. Por isso, se quiser entender qual o papel do empreendedor na hora de executar a devolução de mercadorias, acesse o nosso blog.

Gostou? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Baixe gratuitamente nosso e-book sobre logística no e-commerce e saiba mais sobre o assunto

CONTEÚDOS RELACIONADOS

MAIS CONTEÚDOS