O que é logística reversa: entenda o conceito e como funciona

o que é logistica reversa

O processo produtivo não se encerra com o fechamento da venda ou a entrega do produto ao consumidor final. Pelo contrário, o pós-venda é importante não apenas para fidelizar o cliente, mas também demonstrar a postura da empresa diante do meio ambiente. Por isso, é preciso compreender o que é logística reversa.

Como a sua empresa se posiciona quanto aos valores sociais e ambientais, e como o consumidor se preocupa com o destino daquilo que compra, utiliza e descarta? Esses são pontos que não podem passar despercebidos. Continue a leitura para entender mais sobre o assunto!

O que é logística reversa?

A logística reversa é o conjunto de medidas adotadas por governo, empresas, indústrias e consumidores de forma conjunta, para dar continuidade e aproveitamento aos resíduos descartados após o consumo. 

Com a instauração da Política Nacional de Resíduos Sólidos pela Lei nº12.305, de 2 de agosto de 2010, a preocupação ambiental coletiva foi estabelecida e incentivada no Brasil. Desde então, mais ações têm sido tomadas para reaproveitar e revalorizar as matérias-primas que podem voltar à produção. 

Assim, tornaram-se mais frequentes práticas como a reutilização, a reciclagem, o descarte ecologicamente correto de produtos que podem contaminar o meio ambiente, a devolução dos produtos já utilizados aos fornecedores. 

Tipos de logística reversa

Para entender o que é logística reversa, podemos dividi-la em dois formatos: pós-venda e pós-consumo. O primeiro ocorre entre os pontos de varejo, o centro de distribuição e a indústria, enquanto o segundo acontece quando o consumidor também participa. 

Pós-venda 

A logística reversa pós-venda ocorre quando o produto é recebido pelo varejista, mas é devolvido ao centro de distribuição por falta de espaço no estoque, divergências na nota fiscal, defeitos ou avarias.

O centro de distribuição também pode receber o produto e aguardar para uma nova entrega ou retornar os produtos à indústria. Assim, os gastos da logística podem ser ainda maiores, e é preciso ter um controle do fluxo para manter a organização.

Pós-consumo

A logística reversa pós-consumo é o tratamento dos resíduos e do produto já utilizado entre o consumidor e o fornecedor. Geralmente, quem consome pode não se preocupar com o destino e o descarte correto do lixo, sendo necessário que as empresas incentivem a conscientização ambiental. 

Aparelhos eletrônicos, agrotóxicos, pilhas, baterias, pneus, lâmpadas fluorescentes e muitos outros produtos são exemplos de itens que podem ser recolhidos pelos fabricantes, fornecedores e distribuidores para retornarem ao ciclo produtivo ou se encaminharem à destinação ambiental correta. 

Como funciona a logística reversa?

No caso da logística reversa pós-venda, o processo é mais simples por não envolver o descarte, mas sim o caminho das mercadorias até estarem prontas para serem vendidas. Ela funciona por meio da comunicação entre o varejista, o centro de distribuição e a indústria, sendo apenas o momento de transição dos itens. 

Entender como funciona a logística reversa é ainda mais fácil no pós-consumo. Ela pode ocorrer de diversas formas, por exemplo, quando a empresa incentiva que os consumidores retornem os produtos já utilizados nas lojas ou quando trabalham com cooperativas para recolher os itens a serem reaproveitados. 

Falar em reaproveitamento não significa necessariamente que o produto vai ser reutilizado por completo, mas os componentes dele podem ter utilidade, evitar a extração de matéria-prima e reduzir a geração de mais resíduos. 

Empresas que praticam

Agora que você compreende o que é logística reversa, já é possível identificar empresas que são adeptas dessa prática, como o McDonalds, a Natura e a Bridgestone. 

Um dos exemplos de logística reversa feito pelo McDonalds é o reaproveitamento do óleo utilizado pelos restaurantes da rede. Ele é levado para uma usina, onde é transformado em biocombustível para os veículos que transportam os alimentos da empresa. 

A Natura incentiva o retorno das embalagens, que são recicladas e reutilizadas nos novos produtos. Já a Bridgestone, que tritura e picota os pneus velhos, não consegue transformá-los no mesmo item que vendem, mas sim em solados de sapatos, peças de reposição para a indústria automobilística e outros. 

Responsabilidade compartilhada

A lei que incentiva a logística reversa no Brasil foi instaurada também para cada pessoa ter responsabilidade no consumo, no descarte e no impacto ambiental. Assim, todos devem entender o que cada material pode causar ao ser descartado de forma incorreta. 

Mais que isso, ela é importante para os consumidores e produtores entenderem a importância da reutilização dos insumos como forma de reduzir a extração de novas matérias-primas da natureza, que pode levar à escassez em algum momento da humanidade. 

Saber o que é logística reversa é o primeiro passo para se preocupar com o destino daquilo que é consumido e com os impactos no meio ambiente. Com o apoio legislativo, a prática tende a ser gradativamente mais disseminada no Brasil. 

Benefícios da logística reversa

Um dos benefícios da logística reversa é a redução da poluição, pois, quando as empresas incentivam o retorno dos produtos, que encerraram o ciclo de vida e já foram consumidos, eles não acabam nos lixos comuns ou em aterros sanitários, locais propícios para a contaminação de lençóis freáticos.

Consequentemente, há a diminuição da geração de resíduos, graças à reutilização dos materiais e à reintegração deles na produção. A garrafa de vidro, que poderia parar em uma lixeira, pode ser triturada e transformada em um novo produto, assim como diversos materiais. 

Dessa forma, o impacto ambiental vai diminuindo com os esforços conjuntos, rumo ao caminho da reutilização, do descarte ecologicamente correto e da redução da extração de matéria-prima.

Saiba mais sobre economia circular

Sabendo o que é logística reversa, você já pode começar a pensar em formas de aplicá-la em seu negócio e colaborar com a redução do impacto ambiental. Se você gostou do assunto, aproveite para ler nosso artigo de economia circular!

Gostou? Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Baixe gratuitamente nosso e-book sobre logística no e-commerce e saiba mais sobre o assunto

CONTEÚDOS RELACIONADOS

MAIS CONTEÚDOS